sexta-feira, 19 de junho de 2009

Raios de Vida


Inquieta-me este repouso,
estes raios de vida ignorados no tempo,
este lugar que desanima sem enredo,
como um punhal espetado no vento.

Quantas vezes estas rodas se embriagaram de lama
na lenta pressa dos caminhos.
Quantos segredos guardaram
nas estranhas armadilhas que as pedras estendiam.

Sou suspeito porque tenho um coração iludido e doce,
porque procuro sempre além dos desejos.
Sou presa fácil na poeira dos carreiros,
um mendigo da memória.

Sou vendaval de cascos ferindo as ladeiras,
temporal de palavras sem história.


Texto: Victor Gil
Fotografia: Pedro Gil

39 comentários:

Branca disse...

Que lindo Victor!

Palavras cheias de encanto e nostalgia; também tenho um coração iludido e doce - bem apegado às recordações...

Bom fds...bjo.

Regina Fernandes disse...

Olá Victor
Que lindas imagens poéticas! Uma beleza para o dia nascer feliz por aqui.
Bjs nessa manhã de sexta.

Mª Angeles y Jose disse...

Bonita y curiosa toma acompañada por bonitas palbras.
Saludos.

Geni disse...

Muy hermosas tus palabras llenas de dulzura y nostalgia.
Un placer leerte.
Un besito y hasta pronto.

Nydia Bonetti disse...

"Sou vendaval de cascos ferindo as ladeiras,
temporal de palavras sem história".
Que imagens fortes, Victor. Que poema! Bonito demais, tudo...
Beijos.

I AM disse...

Espero que mi desconociemiento del idioma no me lleve a formular un comentario erroneo sobre las bellas palabras que has escrito mi amigo. Veo en esos hermosos versos la serena aceptación de una desilusión contra la que interiormente se revela cada letra.
Hablamos???
Besos de luz para ti amiguito desconocido

Sonia Schmorantz disse...

Obrigado pelo carinho das visitas, e dê à sua mãe um abraço por mim, nesse aniversário, que Deus a abençôe sempre.
Um abraço

Marco Reis disse...

Bonito registo de algo que se vai vendo cada vez menos...
Abraço

Dan disse...

És presa fácil na poeira dos carreiros, pois procuras sempre além dos desejos. É dialetico como um temporal de palavras sem História, ferindo seus cascos nas ladeiras dos vendavais.
Desculpe a intromução na tua poesia, mas ela é linda.
Abraços

joão de sousa teixeira disse...

Então, meu bom amigo, coloquemos aqui também raios de sol para que os punhais se fundam; raios de luz para tudo se torna mais cristalino.
Raio de vida!

Forte abraço
João

José Carlos Brandão disse...

Fiquei apaixonado por seu poema. Obrigado.

Abraços.

tossan disse...

A nostalgia e o pitoresco tomaram conta das emoções...Belíssima p&b. Abraço

Menina do Rio disse...

Uma forma interessante de ver, de dar sentido à vida...

Quanto ao meu livro Victor, está sendo divulgado desde maio, mas ainda está no prelo

Um beijo pra ti

Gaspar de Jesus disse...

Excelente a perpectiva e o P.B.
Parabéns Victor
Abç
G.J.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela fotografia a preto e branco...Belo texto...Espectacular....
Um abraço

Geni disse...

▒▒▒▒▒█▓▒▒▓█▓▓▓▓▓▓▓█▓▒▒▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓█▓▓▓▓▓▓█▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓██▓▓▓▓▓██▓▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒█▓█▒▒▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒███▒▒▓▒▒▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒▒█▒▒▒▓▒▒▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓███▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒█▓▓▓█▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓█▓▓▓█
▒▒██▓▓▓█▓▒▒▒██▒██▒▒▒▓█▓▓▓██
▒█▓▓▓▓█▓▓▒▒█▓▓█▓▓█▒▒▓▓█▓▓▓▓█
█▓██▓▓█▓▒▒▒█▓▓▓▓▓█▒▒▒▓█▓▓██▓█
█▓▓▓▓█▓▓▒▒▒▒█▓▓▓█▒▒▒▒▓▓█▓▓▓▓█
▒█▓▓▓█▓▓▒▒▒▒▒█▓█▒▒▒▒▒▓▓█▓▓▓█
▒▒████▓▓▒▒▒▒▒▒█▒▒▒▒▒▒▓▓████
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒████▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓████
▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒████████▒▒▒████████
Pasa este osito a las personas qe quieres muchisimo y no quieres que cambien nunca. (espero recibir el osito).

Si recibes entre 2-4 ositos te quieren
Si recibes entre 4-8 ositos te quieren mucho
Si recibes entre 8-10 ositos te quieren muchiiiisimo

Dalinha Catunda disse...

Olá Victor,

Você que tem um coração,
Doce e iludido,
é uma figura singular
neste mundo um tanto perdido.
Ao escrever os seus versos,
encanta os nossos ouvidos.

Ana Martins disse...

Excelente Victor, adorei este poema!

Beijinhos,
Ana Martins

peo Maluda disse...

não resisto e devo comentar apesar de não o preferir. contudo, aproveito para me declarar igualmente "um mendigo da memória".

Mas nego que o Victor seja temporal de palavras sem história já que testemunhamos aqui que muito nos pode contar nesta poesia/prosa, neste blogue intemporal. neste temporal.

Um abraço

peo Maluda disse...

não resisto e devo comentar apesar de não o preferir. contudo, aproveito para me declarar igualmente "um mendigo da memória".

Mas nego que o Victor seja temporal de palavras sem história já que testemunhamos aqui que muito nos pode contar nesta poesia/prosa, neste blogue intemporal. neste temporal.

Um abraço

§♫*€lisa*♫§ disse...

▒▒▒▒▒█▓▒▒▓█▓▓▓▓▓▓▓█▓▒▒▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓█▓▓▓▓▓▓█▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓██▓▓▓▓▓██▓▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒█▓█▒▒▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒███▒▒▓▒▒▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▒▒▓▒▒▒█▒▒▒▓▒▒▓▓█
▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▒▒▒▒▒▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓███▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒█▓▓▓█▓▒▒▒▒▒▒▒▒▒▓█▓▓▓█
▒▒██▓▓▓█▓▒▒▒██▒██▒▒▒▓█▓▓▓██
▒█▓▓▓▓█▓▓▒▒█▓▓█▓▓█▒▒▓▓█▓▓▓▓█
█▓██▓▓█▓▒▒▒█▓▓▓▓▓█▒▒▒▓█▓▓██▓█
█▓▓▓▓█▓▓▒▒▒▒█▓▓▓█▒▒▒▒▓▓█▓▓▓▓█
▒█▓▓▓█▓▓▒▒▒▒▒█▓█▒▒▒▒▒▓▓█▓▓▓█
▒▒████▓▓▒▒▒▒▒▒█▒▒▒▒▒▒▓▓████
▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▒▒▒▒▒▒▒▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒▒▒█▓▓▓▓▓█▓█▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒████▓▓▓▓▓█▓▓▓▓▓████
▒▒▒▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█▒█▓▓▓▓▓▓▓▓█
▒▒▒▒▒████████▒▒▒████████

Un abracito de sol

tu poema me recuerda realidades que son más cotidianas y que a veces se quieren tapar con declaraciones populistas.
HErmoso y sentido poema
FELICITACIONES!!!

gracias por tus huellas en casa:=)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO VITOR GIL. MAGNÍFICA FOTO PARA UM SUBLIME POEMA... BOM FIM DE SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Vieira Calado disse...

E entretanto, em forma de poema, você está a dar voz a um instrumento do passado, tão útil a quem realmente trabalhava...


Saudações

Marco Reis disse...

Victor,
Obrigado pelo comentário... e agora vim mesmo só para o conhecer !
Abraço

maria disse...

"Sou suspeito porque tenho um coração iludido e doce"

pois que assim continues
na simplicidade de quem tece arte
com fios de ilusão e ternura

lindo o vosso espaço

beijos

Princesa disse...

Meu vizinho sim senhor gostei de saber que tinha um vizinho com um blog tão lindo eu o vou seguir sempre

obrigado pelo comentário que deixou no meu blog e peço desculpa pelo atrazo mas os afazeres da vida por vezes não o permitem

A amizade
É a luz que nos ilumina
Pelos caminhos do futuro
E que nos ajuda a vencer
Os desafios da vida!

bom fim de semana
um beijo

Alice Matos disse...

Quantas histórias
numa imagem sem história...

Lindas palavras e linda imagem...

Fiquem bem...

Alicia María Abatilli disse...

Mira lo que son las causalidades, tengo una fotografía casi, casi similar, pero lo tomamos en puntos distintos.
Te dejo un abrazo.
Alicia

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Gil:
Sempre temos algo num poema que apreciamos mais e grifamos a parte que mais nos toca. Mas nesse não dá, é lindo por inteiro; é poema pra remexer as emoções que o tempo levou.

Bjs, amigo!
tais

Efigênia Coutinho disse...

Victor Gil, quando fui lendo sua poesia, fui me sentindo num templo poético, que momento especial, rendo-me aos seus versos, a sua pessoa, com admiração,
Efigênia Coutinho

Venha conhecer:

O MELHOR BOLO DE CHOCOLATE DO MUNDO...

BAR DO BARDO disse...

Victor, muito bom, com a precisão do olhar lírico...

Lídia Borges disse...

Deixei-me envolver neste "temporal de palavras sem história" e porém, tão cheias de poesia.

Linda a fotografia!

Um beijo

Princesa disse...

Meu bom amigo
cheguei bem mas estou com um problema vou ter dificuldade em comentar por isso não leve a mal virei sempre que possivel mas na casa onde estou instalada não consigo aceder a net móvel não apanha rede fiquei desolada para comentar hoje tive que vir para o aeroporto mas a bateria do portátil depressa acaba.
Tive pouca sorte com o tempo por cá está terrivel chuva e nevoeiro sempre que possível darei noticias aos amigos.
+ . * . * . + . * . * . + . * .
+.*._/\_ .*. * . + . * . * . * . + . * . * .
. * >,´< * Amigos são “.*.* . * . * . * .
* , + .*... + . * . * . + . * . * . + . * . * . *
+ . * . * . + _/\_. * . * .. + . * . * . * . * .
* . * . + . * >,´< . como estrelas brilhantes do céu
+ * . +. +. + . * . * . + . * . * . * . * .cada um tem seu brilho e seu valor!
* . _/\_ * + . *. . * . * . * . * . * . *
. * >,´< + * * * *. * . *
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)
****« Beijinhos!!! »****
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)

Belkis disse...

Hermoso contenido, bellas palabras. Recibe un cariñoso saludo

Dan disse...

Vale a pena esperar quase um mês para ler suas maravilhas Victor.
Mui lindo...

Sônia Brandão disse...

A beleza e a força desse poema encantaram-me.
Um beijo.

Cantaclaro disse...

Víctor, poeta de la refexión. Cada poema tuyo es un contraste magnífico de imágenes.

besos querido amigo,

Ana Lucía

.

Belkis disse...

Los rayos que iluminan nuestras vidas, están siempre presentes. Vengo a dejarte un cordial saludo y a desearte una feliz semana

Belkis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.