terça-feira, 29 de março de 2011

Pontes


Pontes são atalhos suspensos,
são caminhos sem destino,
passagens sem tempo,
por onde os sonhos fogem.
São barreiras incompletas,
barragens que se descobrem.

Pontes são abraços das margens,
os braços abertos do rio,
tentando enlaçar os lados,
onde se esconde a razão.
São carreiros sem retorno,
com vias em contra mão.

Pontes são instantes que colhemos,
entre as voltas da tormenta,
nos turbilhões da borrasca,
sobre as águas furiosas.
São troncos dependurados,
nas brisas silenciosas.

Pontes são linhas de um poema,
que entre partidas e retornos,
levam os meus pensamentos,
entre o vai e vem dos sonhos.


Texto: Victor Gil
Fotografia: Pedro Gil

32 comentários:

Perola disse...

Olá meu querido.
Vim lá do facebook rs.
Noooooooooossa,teu blog é um charme rs.
Amei seu poema,as pontes nos unem seja nos versos,nas canções ou...como vc diz... nos poemas.
Parabénsssssssssssssssssss

Lídia Borges disse...

Que bonito, Victor!
"Pontes são abraços das margens(...)"
"Pontes são linhas de um poema (...)

Pontes levam-nos ao outro lado, mas podem sempre trazer-nos de volta, se a razão tiver uma razão para voltar.

Um beijo

João de Sousa Teixeira disse...

E a água, Victor, a água que passa por baixo delas e leva para longe o poema ou a mágoa do assoreamento em que vivemos?...

Abraço
João

Andradarte disse...

Maravilhosa descrição nesse belo poema..

Abraço

Mª Angeles y Jose disse...

Que bonito!

Tanto las letras como la fotografia son preciosas.

Besos

tossan® disse...

Atavesso a ponte para ver a amada quando o meu barco está estragado. Belíssimo poema e a foto de Pedro também! Forte abraço

RosanAzul disse...

Meu querido, belíssimo teu poema, linda a foto do pedro. Parabéns aos dois!
...então podemos dizer que os sonhos são as pontes que podem nos conduzir a felicidade que almejamos...
Meu carinho de sempre! Beijo azul! RO

Geni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geni disse...

Bella tu fotografía y precioso texto.
Los puentes son líneas de un poema...........no se puede expresar mejor.
Besitos.

João Ludugero disse...

Passa lá no meu blog. Se gostar, me siga.
Adorei estar aqui. Já estou dentro, seguindo.
Felicidades, muitas alegrias. Hoje e sempre!
Hper abraço,
João.

maria disse...

Como sempre maravilhoso!!!
beijo amigo

Betty Manousos@ Cut and Dry disse...

beautiful words and photo!

Thanks so much for sharing. :)

rouxinol de Bernardim disse...

Pontes são isso tudo...
Muito bem elaborado este poema.

JUAN FUENTES disse...

Bonito poema y magnifica fotografia

Graça Pereira disse...

Uma foto maravilhosa e um poema SOBERBO...há quanto tempo não passava por aqui...e vejo o que tenho perdido.
Grande abraço e bom fds.
Graça

Rosi Alves... disse...

Eu amei é profundo! fico por aqui seguindo-te e lendo tudo com mais calma.beijos bom final de semana!

RosanAzul disse...

PARABENS PARA O BLOG PELA PASSAGEM DO DIA DA FOTOGRAFIA!
UM BEIJO
ROSANA

AFRICA EM POESIA disse...

Passei por Castelo Branco

e deixo um beijinho

Dan disse...

Oi Victor,

Pontes de horizontes
Dando compreensão de nossa vida
Pontes de tantos atalhos
De caminhos percorridos
Pontes de vida
Onde compreendemos os crescimentos dos filhos
Pontes de amor
De instantes marcados pelo puro prazer.

Ah como é bom ser poeta bom!
Você o é.
É como se a poesia saísse facilmente de suas entranhas. Comunicação esplendorosa com o leitor.
Lindo!

Abraços

Geni disse...

Veo que hace mucho que no escribes, espero que estés bien querido amigo.
Besitos hasta pronto.

Chá das Cinco disse...

Muito obrigada peolo carinho.
Como todo poeta,a emoção é colocada mesmo em poucas palavras.

Um beijo Gemária Sampaio Pinheiro

Gaspar de Jesus disse...

Também penso assim VICTOR.
por isso anseio pelo dia em que a PONTE D. LUÍS I, possa UNIR e não DIVIDIR duas cidades irmãs.
Abç
G.J.

BlueShell disse...

SUBlIME!

BShell

Maria disse...

Algo que me tocou...... :-)

armalu,blogspot.com disse...

qUE A VIDA SEJA FEITA DE PONTES E NÃO DE MUROS.

Arte e vida-Rosana disse...

Feliz Natal, desejo a voce e familia muitas bençãos em 2012 e muita paz.

Abraços

Gaspar de Jesus disse...

Caro Gil
Faço votos de que tenha um FANTÁSTICO 2012
G.J.

Janice Adja disse...

Olá! Lendo seu poema, descobri que a vida é uma ponte. Um atalho para a morte.
Muito lindo.
Janice.

✿ chica disse...

Muito lindo,Victor! Te vi na Dalinha e vim te desejar que fiques sempre bem! abraços,chica

Nicast disse...

pontes sempre me fascinam e me amedrontam.
Feliz Páscoa.
abço.

Sônia Brandão disse...

Gostei do poema, principalmente dessa imagem do começo da segunda estrofe.
Gostei da foto também.

bj e uma boa quinta.

Débora e João disse...

adorei
ass: Debora